FacebookTwitter

Bolsas e Auxílios

SOBRE BOLSAS NO PROGRAMA BC&T

O Programa de Pós- Graduação em Biologia Celular e Tecidual tem conceito cinco na CAPES, o que permite que o Programa atribua bolsas aos alunos de Mestrado e Doutorado. O número de bolsas é informado pelo pela Pró- Reitoria de Pós- Graduação USP anualmente, podendo aumentar ou diminuir de acordo com o orçamento das agências de fomento.

As bolsas são administradas pelo Programa e devem ser anualmente renovadas. Sendo assim, tanto para a concessão quanto para a renovação das bolsas, o Programa considera os critérios abaixo listados.

CRITÉRIOS PARA CONCESSÃO DE BOLSAS

A concessão de uma bolsa é feita no momento em que há disponibilidade dentro da cota do Programa, considerando:

  1. resultado da prova de conhecimentos realizada no ingresso ao Programa (para classificação para bolsa a nota deve ser maior ou igual a 7,0)
  2. resultado final do exame de ingresso (segundo normas vigentes)

Obs.: A nota final é calculada como a média da prova de conhecimentos e do desempenho no exame de ingresso.

A prova de conhecimentos, cujo programa é definido e publicado no Edital de Abertura do Processo Seletivo, é aplicada por uma Comissão assessora designada pela CCP. Sua correção é independente da banca do exame de ingresso, realizada sempre por três docentes que trabalham separadamente, sem conhecimento da identidade dos candidatos. A nota final representa a média dos três avaliadores.

Por obedecer a todos esses critérios e fazer parte de um edital público de seleção, não se permite revisão de prova.

A prova de conhecimentos pode ser realizada no máximo duas vezes, caso o aluno não atinja a nota necessária para a atribuição de bolsa (7,0).

Caso o aluno não alcance o conceito mínimo para ingresso no programa (5,0), esta prova não será considerada na contagem, pois ele não prosseguirá para o exame de seleção.

Em caso de aprovação na prova de conhecimentos com nota igual ou maior que 7,0 somente na segunda oportunidade, a média do candidato será calculada novamente levando em consideração a nota recebida no seu exame de seleção, e ele será reclassificado junto aos ingressantes.

Todas as cotas disponíveis serão ocupadas na seleção, desde que os critérios já descritos sejam observados. Se no momento da aprovação não houver disponibilidade de bolsa, o candidato aguardará até a liberação da cota, de acordo com a classificação obtida. O tempo limite para essa classificação é o exame de ingresso seguinte, quando todos os que atenderem aos critérios serão reclassificados.

CRITÉRIOS PARA RENOVAÇÃO ANUAL DE BOLSAS

Para CAPES e CNPq, a renovação das bolsas deve ser anual, não é automática, e deve obedecer aos seguintes critérios estabelecidos pelo Programa:

  • desempenho do aluno, verificado nos relatórios individuais e anuais do Programa;
  • participação em atividades organizadas pelo Programa de Pós- Graduação: semana de recepção, reuniões, assembleias e Retiro, por exemplo, (caso o aluno nao possa participar deverá apresentar justificativa);
  • participação dos orientadores em atividades do Programa (ministrar disciplinas, inclusive) e colaboração para a coleta de informações para o relatório anual CAPES, principalmente por meio de atualização frequente em bases de dados.

Informações CAPES sobre Bolsas

Informações CNPq sobre Bolsas