Site da USP
Fale conoscoFacebook

Histórico

A Pós-graduação em Geografia originou-se na reforma universitária de 1969. Derivou, portanto, do conjunto de reformas que o Governo Militar implantou no setor educacional do País, produto do Relatório Atcon e dos Acordos MEC/USAID. Aquelas reformas significaram a implantação, em nível nacional, de um “sistema de Pós-graduação, concebido como seletivo e destinado a formar docentes para o ensino superior e pesquisadores de alto nível”. Rompia-se, assim, um processo de titulação acadêmica iniciado a partir da fundação da Universidade de São Paulo na década de 1930.

Prof. Pierre Monbeig

Com a formação das primeiras turmas de estudantes procurou-se viabilizar o acesso à titulação acadêmica. Naquela época, os possuidores de Tese original, inscreviam-se para a sua defesa mesmo sem terem tido orientador, e esse mecanismo de acesso ao Doutorado vigorou durante as décadas de 1940 e 1950.

A primeira tese defendida teve como titulo “Santos e a Geografia Humana do Litoral Paulista” de autoria de Maria da Conceição Vicente de Carvalho, sob orientação de Pierre Monbeig.

Na década de 1940, cinco professores chegaram ao Doutorado, dentre eles: Ary França (“Estudo sobre o clima da bacia de São Paulo“); Nice Lecoq Muller (“Sítios e sitiantes”); João Dias da Silveira (“Estudo geográfico dos contrafortes ocidentais da Mantiqueira“) e Renato Silveira Mendes (“Paisagens culturais da Baixada Fluminense“).

Em 1946, o Departamento de Geografia foi oficialmente criado com os primeiros professores titulados com a colaboração dos professores franceses.

Prof. Aroldo de Azevedo

A década de 1950, marcada pela separação entre os cursos de História e Geografia, conheceu três doutorados:

Elina de Oliveira Santos orientada por João Dias da Silveira, José Ribeiro de Araújo Filho e Aziz Ab’Saber orientados por Aroldo de Azevedo.

Prof. Aziz é o segundo à esquerda da foto, ao lado de Pierre Monbeig. Fonte:IEB/USP* (Hervé Théry e Neli Aparecida de Mello-Théry (2012) Aziz Nacib Ab’Saber, geógrafo brasileiro. Confins, Vol. 14.)

Na década de 1960, três geógrafos alcançam o título de Doutor: Pasquale Petrone, orientado por Ary França, Antonio Rocha Penteado orientado por Aroldo de Azevedo e Carlos Augusto Figueiredo Monteiro, orientado por Aziz Ab’Saber. Neste momento se completa a formação do corpo docente o qual, somado a outros professores no início dos anos de 1970, seriam os responsáveis pela implantação das duas áreas de concentração da Pós-graduação em Geografia Física e Geografia Humana na USP.

Prof. Carlos Augusto Figueiredo Monteiro

Prof. Carlos Augusto Figueiredo Monteiro

Novos pesquisadores, novas visões de mundo, novas metodologias estimularam a ciência geográfica, iniciando um movimento que, na década seguinte, ganharia todo o país.