Site da USP
Fale conoscoFacebook

Interfaces com a Educação Básica

A interface com a Educação Básica ocorre primordialmente pelos cursos de inovação no ensino e de reciclagem de professores da rede pública. Entre os cursos, destacam-se:

  • O Programa de Desenvolvimento do Ensino e Aprendizagem Mediada de Geografia: coordenado pela Profª Drª Maria Eliza Miranda, do Departamento de Geografia, o curso conta com a colaboração anual de vários professores do PPGF. O curso de extensão tem como público-alvo professores de geografia da educação básica pública e tem o objetivo de desenvolver a atualização de professores no campo da ciência geográfica articulando aspectos científicos, técnicos, culturais e acadêmicos de temáticas contemporâneas. Já ministraram aulas os seguintes professores: Alfredo Pereira Queiroz Filho, Bianca Carvalho Vieira, Débora de Oliveira, José Bueno Conti, Jurandyr Ross, Ligia Vizeu Barrozo, Maria Elisa Siqueira Silva e Yuri Tavares Rocha. Em média, participam anualmente 30 professores do ensino básico público. Em cinco anos do oferecimento do curso, já passaram pelo curso 200 professores da educação básica.
  • Círculo de Estudos das Fronteiras Teóricas para a Formação de Professores. Grupo formado a partir de setembro de 2009, sob a coordenação da Profª Drª Maria Eliza Miranda, agrega professores do ensino público do Brasil, estudantes de Licenciatura e Pós-graduação da Universidade de São Paulo e professores do DG – FFLCH – USP.
  • Projeto Solo na Escola. Coordenado pela Profª Drª Déborah Oliveira, este projeto é sediado no Parque CienTec da USP. Trata-se de um projeto de ensino, pesquisa e extensão universitária, onde os bolsistas de graduação e pós-graduação pesquisam sobre novas inovações em experimentos didáticos para o ensino de solos, preparam materiais didáticos e recebem alunos de escolas de ensino fundamental e médio, professores e visitantes em geral para aplicar os conhecimentos sobre solos. São vários temas abordados, como: formação do solo, perfil de solo, erosão do solo, magnetismo, cores, efeito splash, solo como condutor de eletricidade, solo como filtro, dentre outros.
  • Proposta de atividades diferenciadas para o ensino com o curso Ensino de Geografia: trabalho de campo e cartografia tátil. Este curso tem como público-alvo os Professores Coordenadores dos Núcleos Pedagógicos da disciplina de Geografia da Secretaria Estadual de Educação do Estado de São Paulo.
  • Oficinas Cartografia Tátil e Ensino de Geografia ministradas por egressa do programa Waldirene Ribeiro do Carmo em diversas Diretorias de Ensino de São Paulo (Município e Grande São Paulo) para professores de Geografia da rede estadual de São Paulo.