FacebookTwitter

Histórico

O Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia Industrial (PPGBI) teve início em 1994 com o curso de Mestrado e em 2000 passou a contar também com o curso de Doutorado. Desde o início o PPGBI buscou formar profissionais altamente qualificados, oferecendo uma formação interdisciplinar, necessária no campo da biotecnologia. O programa obteve sua sustentação e reconhecimento originais devido à vasta experiência de seu corpo docente na área de engenharia bioquímica e biotecnologia aplicada aos processos de conversão biomassa. De fato, o PPGBI sempre contou com a maioria dos docentes ligados ao Departamento de Biotecnologia da Escola de Engenharia de Lorena, cuja atuação na área de bioenergia remonta à sua fundação, quando foi determinante no desenvolvimento científico e tecnológico do programa nacional do álcool combustível.

A qualidade das atividades desenvolvidas no PPGBI rapidamente ganhou reconhecimento nacional e internacional, atraindo estudantes de todas as regiões do Brasil e de diversos países. Até dezembro de 2016 o PPGBI formou 175 Mestres e 106 Doutores. Os egressos do programa têm sido prontamente absorvidos pelo mercado de trabalho, tanto nacional como internacional, atuando como profissionais de destaque nas áreas de pesquisa e desenvolvimento tecnológico do setor público e privado.

Os temas iniciais de pesquisa ligados ao desenvolvimento do PPGBI estiveram naturalmente associados às áreas de conversão de biomassa e de microbiologia aplicada. O avanço do programa ao longo dos anos permitiu a incorporação de novas áreas de atuação, incluindo a biotecnologia ambiental e, mais recentemente, a genômica funcional e engenharia genética de plantas e micro-organismos, bem como o desenho de reatores e a simulação computacional de bioprocessos.