• Post last modified:26/08/2020
Parte da cadeia de traduções realizada na pesquisa.

 

Nessa pesquisa, foram realizados diversos experimentos com tradução sequencial de máquina, a partir do Google Translate. Os experimentos consistiam em fazer traduções sequenciais e, ao longo de 280 traduções (usando diversos idiomas disponíveis), avaliar o comportamento do texto traduzido. No artigo acadêmico An Empirical Accuracy Law for Sequential Machine Translation: the Case of Google Translate, os autores verificaram uma recorrência inédita no campo: o fato de que a acurácia de tradução pode ser representada por uma lei matemática. Essa lei permite prever o comportamento das cadeias de tradução, criando mecanismo mais eficientes de tradução para um mundo cada vez mais dependente de dispositivos automatizados de idiomas.

Também a partir desta investigação é possível compreender a lógica da tradução automática se relaciona com práticas como a de consumo, já que grande parte dos nomes próprios se tornam nomes de marcas e produtos ao longo dos processos de traduções aplicadas.

Participantes: Lucas Nunes Sequeira, Bruno Moreschi, Fabio Gagliardi Cozman e Bernardo Fontes.

Pre-print do artigo em inglês.