Debate apresenta iniciativa para melhorar qualidade da educação básica

educação básica

O Instituto de Estudos Avançados Polo Ribeirão Preto (IEA-RP) da USP promoveu no dia 4 de fevereiro, das 9h às 12h, no anfiteatro do Centro de Tecnologia da Informação da USP Ribeirão Preto (CeTI-RP), um debate sobre o cenário atual do ensino no Brasil. O evento integrou as atividades da Cátedra Sérgio Henrique Ferreira, que é coordenada pelo IEA-RP.

O evento foi gratuito e as inscrições feitas pelo e-mail iearp@usp.br.

Os debatedores foram o titular da Cátedra, Mozart Neves Ramos, e a presidente-executiva da organização Todos pela Educação Priscila Cruz. Na ocasião, Priscilla também apresentou o programa “Educação Já”, uma iniciativa suprapartidária que reúne especialistas e organizações na elaboração de propostas para alavancar a qualidade da educação básica.

Priscila Cruz é mestre em Administração Pública pela Harvard Kennedy School of Government, graduada em administração de empresas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV-SP) e em Direito pela USP. É presidente do Conselho do Instituto Articule e integra os Conselhos do Departamento de Pesquisas Judiciárias do Conselho Nacional de Justiça (DPJ/CNJ), do Museu de Arte Moderna de São Paulo, da Fundação Itaú Social, do Instituto Singularidades, do CEIPE/FGV e do Diversa do Instituto Rodrigo Mendes. Também é membro do Grupo de Estudos de Educação do Instituto de Estudos Avançados da Unicamp. 

Mozart Neves Ramos é doutor em Química pela Unicamp e tem pós-doutorado em Química pela Politécnica de Milão, Itália. Foi reitor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), presidente executivo da organização Todos pela Educação, diretor de Articulação e Inovação do Instituto Ayrton Senna e membro do Conselho Nacional de Educação.

Mais informações: iearp@usp.br ou (16) 3315 0368.

Sobre a Cátedra

A Cátedra Sérgio Henrique Ferreira é uma iniciativa do IEA-RP financiada pelo Santander Universidades com o objetivo de buscar formas efetivas de contribuição para políticas públicas de cidades de médio porte.

Com quatro anos de duração total, a Cátedra focará sua atuação inicial na área educacional, integrando instituições e iniciativas locais para a melhoria da qualidade do ensino e da aprendizagem em Ribeirão Preto.

Sérgio Henrique Ferreira foi médico farmacologista e professor da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP. Suas pesquisas possibilitaram o desenvolvimento de agentes anti-hipertensivos a partir de um peptídeo extraído do veneno da jararaca, resultando no medicamento Captopril. Por essa pesquisa, recebeu um prêmio pela American Health Association, em 1983. Foi também membro da Academia Brasileira de Ciências (ABC) e presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). 

Para receber as notícias dos eventos e atividades entre em nosso canal do Telegram: https://t.me/iearp

VOCÊ PODE GOSTAR ...