Iniciativa privada é fundamental para manter projetos culturais

O apoio da iniciativa privada tem sido fundamental para manter projetos culturais com objetivos educacionais. É o caso do Cineclube Cauim, fundado há 41 anos em Ribeirão Preto. No USP Analisa desta semana, você acompanha a segunda parte da entrevista com o presidente da Fundação Educandário Coronel Quito Junqueira, Marcos Awad, e com o presidente do Cineclube Cauim, Fernando Kaxassa, que destacam a importância do investimento privado e os resultados desses projetos na cidade.

“Outro dia, eu estava dando uma entrevista em uma rádio e entrou um rapaz, que falou: ‘olha, eu estudava no Otoniel Mota [escola estadual de Ribeirão Preto], minha família não tem dinheiro nenhum, meus primos faziam cursinho e eu queria fazer medicina. Obviamente, era um sonho impossível. No Cauim, todo dia tinha um filme. As meninas me davam pipoca, suco, eu ficava lá e assistia os filmes. Estou no quarto ano de medicina em Ribeirão. Meu cursinho foi ver filme comendo pipoca’. Isso é brilhante porque amplia horizontes, você aprende coisa pra caramba”, conta Kaxassa.

O presidente do cineclube explica que, por ser uma organização não-governamental, o projeto não tem lucro e conta com o apoio de empresários da cidade para custear, por exemplo, o transporte dos estudantes até o local. Awad, que também já participou do suporte financeiro ao Cauim, destaca que o poder público, atualmente, não tem condições financeiras de sustentar esse tipo de iniciativa.

“Além da crise pontual que a gente vive hoje, nós temos uma crise de orçamento e isso não vai mudar nos próximos anos. Eu acho que a única alternativa para a revitalização de equipamentos culturais passa, em grande parte pela iniciativa privada, seja via lei de incentivo, seja a partir de projetos como o da Fundação Educandário, a fundo perdido. Mas acho que nós não temos muita alternativas a não ser com o dinheiro da iniciativa privada”, diz ele.

A segunda parte da entrevista vai ao ar nesta quarta (22), a partir das 18h05, com reapresentação no domingo (26), a partir das 11h30. O programa também pode ser ouvido pelas plataformas de streaming iTunes e Spotify. O USP Analisa é uma produção conjunta do Instituto de Estudos Avançados Polo Ribeirão Preto (IEA-RP) da USP e da Rádio USP Ribeirão Preto.

VOCÊ PODE GOSTAR ...