O pensamento científico: da elaboração da hipótese à difusão do conhecimento

O objetivo da mesa redonda será discutir como fazemos ciência no Brasil, com especial enfoque na evolução do pensamento científico, debatendo assuntos como a elaboração de hipóteses e perguntas relevantes, estabelecimento de protocolos experimentais, coleta de dados e extrapolação de resultados.
A primeira apresentação será do professor Ricardo Felício (FFLCH-USP), “Ciência sem Evidência: O Caso do ‘Aquecimento Global’”, que discutirá metodologia cientifica e interpretação de dados.
Em seguida, o professor Gabriel Arisi (UNIFESP) debaterá a “Neurociência e a hipótese relevante”, analisando como as mudanças de paradigma ocorreram ao longo da história e de que forma foi possível comprovar com experimentação as novas propostas de funcionamento do sistema nervoso.

O professor Gildo Magalhães (FFLCH-USP) encerrará a etapa de apresentações com a palestra “As controvérsias científicas na História”, cujo objetivo será traçar uma perspectiva histórica da evolução do pensamento científico.

Após as apresentações haverá espaço para debate entre o público e os palestrantes.

O evento é uma realização do Grupo de Estudos “Reflexões em Neurociência Contemporânea”, vinculado ao IEA-RP, e faz parte da programação da III Semana Nacional do Cérebro – Brain Awareness Week (BAW), promovida pela Dana Foundation.

Vídeos do evento

VOCÊ PODE GOSTAR ...