Sociedade organizada apresenta ‘Plano de Cidade’ para planejar Ribeirão Preto

Sociedade organizada apresenta ‘Plano de Cidade’ para planejar Ribeirão Preto

Uma frente ampla formada por 28 instituições, entre elas o Instituto de Estudos Avançados Polo Ribeirão Preto (IEA-RP) da USP, elaborou o Plano de Cidade, um documento de construção coletiva com diagnósticos e sugestões de políticas públicas para serem implementadas em Ribeirão Preto pelos próximos dez anos.  

Organizado em 30 metas, 181 estratégias e 293 ações, o Plano de Cidade é dividido em quatro eixos: modernização da gestão, desenvolvimento econômico, políticas sociais e políticas urbanas e ambientais.  A íntegra do estudo e a versão resumida podem ser acessadas em: www.ribeirao2030.com.br/planodecidade. 

O documento foi elaborado após mais de cem entrevistas, envolvendo desde especialistas e gestores públicos até lideranças comunitárias, e consultas a bases de dados oficiais.  

Cada uma das 30 metas do Plano de Cidade é composta por diagnóstico, estratégias e ações próprias. São elas: equilibrar as finanças públicas, reformar a estrutura administrativa, fazer a gestão em rede, estimular as parcerias, monitorar políticas públicas, atuar com transparência, investir em tecnologia, priorizar a primeira infância, melhorar os indicadores da educação, erradicar a extrema pobreza, oferecer serviço de saúde eficiente, promover a saúde mental, diminuir o déficit habitacional, assistir as pessoas em situação de rua, ampliar o nível de segurança, promover a igualdade de oportunidades, adotar políticas inclusivas, fortalecer as identidades culturais, avançar no saneamento, arborizar as áreas urbanas, melhorar a mobilidade, viabilizar resiliência climática, incentivar práticas sustentáveis, dinamizar o uso do patrimônio histórico e reabilitar os espaços urbanos. 

A elaboração e anuência do Plano de Cidade contou com a colaboração do IEA-RP e de outras 27 entidades e instituições representativas de Ribeirão Preto: Academia Ribeirão-pretana de Educação, Abigraf, Acirp, AEAARP, Aescon, Amarribo Brasil, Amcham Brasil, AVIRRP, Assilcon, Casa da Memória Italiana, CDL, Centro Médico, CIESP, IPCCIC, Instituto Ribeirão 2030, Mentoria Ribeirão 2020, OAB – 12ª  Subseção, Observatório Social de Ribeirão Preto, Projet, RAREV, RPC&VB, Sincovarp, Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares, Sociedade dos Feirantes, Sindicato dos Feirantes, Sincomerciários e SindRibeirão. 

(Com informações do Instituto Ribeirão 2030)

VOCÊ PODE GOSTAR ...