Departamento de Biotecnologia Escola de Engenharia de Lorena
FacebookTwitterGoogle PlusYoutube

Graduação – Eng. Bioquímica

Graduação em Engenharia Bioquímica

 

O curso de engenharia bioquí­mica tem como objetivo formar profissionais aptos para atuar no projeto, desenvolvimento, gerenciamento e controle de processos biológicos em escala industrial, preparando um profissional capacitado para atuar numa área interdisciplinar moderna que integra a engenharia quí­mica, a bioquí­mica e a biologia.

 

O contraponto entre o engenheiro quí­mico e o engenheiro bioquí­mico é que o primeiro recebe formação essencialmente associada as transformações quí­micas e fí­sicas da matéria, enquanto que o segundo estuda, com maior ênfase, os processos onde os agentes de transformação são células vivas, enzimas ou outros sistemas correlatos. Neste contexto, o engenheiro bioquí­mico está apto para atuar em áreas tradicionais da engenharia quí­mica, bem como atuar de forma diferenciada no setor que emprega processos biológicos industriais, atendendo a demanda de alguns segmentos especí­ficos de mercado que incluem:

 

a) a produção de alimentos por processos fermentativos;
b) o processamento da biomassa vegetal em setores como o sucro-alcooleiro, o de celulose e papel e o de bioenergia e biocombustí­veis;
c) a produção de insumos para a agricultura moderna, incluindo a produção de bioinseticidas e de agentes para o controle biológico de pragas;
d) a produção e aplicação de enzimas;
e) a produção de bebidas fermentadas e destiladas;
f) o manejo e o tratamento de resí­duos industriais e municipais;
g) a produção de antibióticos, vacinas, rações e outros produtos para o cuidado da saúde humana e animal.

 

Além das competências mencionadas anteriormente, o engenheiro bioquí­mico, formado na Escola de Engenharia de Lorena, poderá atuar com grande desenvoltura no setor de pesquisa e desenvolvimento, uma vez que sua formação envolve conhecimentos multidisciplinares e é desenvolvida de maneira integrada com a pós-graduação e a pesquisa em biotecnologia industrial.

 

A grade curricular do curso de engenharia bioquí­mica está estruturada num formato em que os primeiros semestres são dedicados às disciplinas fundamentais da engenharia quí­mica (matemática, física e quí­mica) e disciplinas introdutórias de engenharia bioquí­mica. Nos demais semestres, as disciplinas da engenharia estão mescladas com disciplinas especí­ficas que abordam desde os fundamentos da microbiologia e da bioquí­mica até a tipificação dos processos industriais que empregam agentes biológicos, enzimas ou sistemas correlatos.

 

O curso de Engenharia Bioquí­mica em números:
– Ingresso: 40 alunos/ano (30 via vestibular FUVEST e 10 via SISU)
– Alunos matriculados em 2013: aprox. 200
– Engenheiros Bioquí­micos formados até 2013: 253

 

Coordenador:
Prof. Valdeir Arantes
E-mail: valdeir.arantes@usp.br
Tel: (12) 3159 5009

Secretária:
Lilian Cristina Marton Robin
Tel: (12) 3159 5165