A indissociabilidade entre vida e carreira

Do tripalium às carreiras sem fronteiras

A definição inicial de trabalho remetia a tarefas indignas do homem desde a antiguidade clássica. Com a alteração na dinâmica das relações humanas, o termo foi se reinventando e ganhou novo significado, como mostra o apontamento do Escritório de Desenvolvimento e Carreiras da USP. Nos dias de hoje, as atividades no trabalho podem ser mais prazerosas porque temos a possibilidade de aliar preferências pessoais no ambiente corporativo, contrapondo o conceito primitivo de trabalho.

Segundo o pesquisador norte-americano David Lee houveram duas grandes rupturas conjunturais na América do Norte nos séculos XIX e XX de impacto global: a crise no setor primário da economia e o desemprego massivo no setor fabril. 

Com a mudança no cenário trabalhista mundial, pessoas e empresas foram impulsionadas a buscarem novas colocações profissionais em grandes áreas de atuação, de acordo com estudo de Tania Casado. Sendo assim, o currículo tradicional está perdendo espaço, tendo em vista a crescente valorização de um novo formato que prioriza experiências pessoais, unindo o autoconhecimento com as necessidades do mercado. 

Por Letícia de Oliveira Ramos e Ricardo da Silva Domingos

Fonte: https://noticias.r7.com/brasil/curriculo-dara-espaco-para-vivencias-pessoais-nas-profissoes-do-futuro-01052020