EQUIPE

FUNDAÇÃO E ORGANIZAÇÃO

Doutoranda

ENG. MARIA CRISTINA SANTANA PEREIRA

Doutoranda e mestra em ciências, engenheira ambiental pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (EPUSP), tecnóloga em construção civil pela Faculdade de Tecnologia de São Paulo. Tem experiência na área de engenharia ambiental/sanitária, com ênfase em recursos hídricos, atuando principalmente nos seguintes temas: soluções baseadas na natureza (SbN), biorretenção, hidrologia, uso do solo, modelagem hidrológica e hidrodinâmica, drenagem urbana sustentável, mapeamento de risco de inundação e sistemas de informações geográficas (SIG). Atualmente, trabalha com Soluções baseadas na Natureza (SbN) na avaliação do potencial de sistemas de biorretenção para reduzir a poluição difusa e melhoria de Serviços Ecossistêmicos (SE) em áreas urbanas. Idealizadora e fundadora do GIP-SbN, membro do grupo do grupo de pesquisa Monitoramento e Hidráulica Computacional da EPUSP e do grupo de Saúde Planetária do Instituto de Estudos Avançados (IEA-USP).




Doutoranda

ENG. THAIS FUJITA

Engenheira Eletricista pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), mestra em Engenharia Ambiental pela mesma universidade. Doutoranda no programa de pós-graduação em Meteorologia no Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) da USP. Fundadora do GIP-SbN. As principais linhas de pesquisa envolvem a aplicação de métodos observacionais e modelagem hidrológica. 

Professor Doutor

eng. Fábio Cunha Lofrano

Engenheiro Civil e Doutor em Engenharia Hidráulica e Ambiental pela Escola Politécnica da USP (EPUSP). Possui experiência acadêmica e profissional nas áreas de engenharia hidráulica e de geotecnia. Trabalhou com consultoria em projetos nas áreas de engenharia portuária, drenagem, saneamento, estabilidade de encostas, aterros sobre solos moles e túneis. Atualmente, é professor junto ao Departamento de Engenharia Hidráulica e Ambiental da Escola Politécnica da USP (PHA-EPUSP). Suas pesquisas são voltadas ao escoamento em meios porosos, à aplicação de teoria da informação à Hidráulica e à conjugação de modelos analíticos, físicos e computacionais de obras hidráulicas. É, também, mergulhador técnico e instrutor de mergulho autônomo, tendo colaborado na localização e identificação do Naufrágio Araponga, em Itanhaém/SP. 
 

Mestre

ENG. LUCAS GOBATTI

Engenheiro Civil pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo com dupla formação em Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP (FAU USP) e intercâmbio na Universidade de Sheffield, no Reino Unido, em MEng Civil Engineering. Mestrando em Engenharia Civil pela Poli-USP em desempenho de edificações, foi pesquisador na graduação junto ao departamento de Matemática Aplicada do Instituto de Matemática e Estatística  da USP (IME USP) e também ao Laboratório de Habitação e Assentamentos Humanos da FAU USP. Fundador da Oficina verdii, onde atua como engenheiro permacultor e jardineiro, e do GIP – SbN. Fotógrafo de natureza com publicações em revistas como National Geographic e Vida Simples, e montanhista.

professor

ENG. ANDRÉ LUIZ MARGUTI

Engenheiro Ambiental, Mestre e Doutor em Engenharia Hidráulica e Ambiental pela Escola Politécnica da USP (EPUSP). Atua na área de Saneamento Ambiental, em empresas projetistas e de consultoria em sistemas de abastecimento e tratamento de água, coleta e tratamento de efluentes domésticos e industriais, e projetos de reúso, tendo como clientes principais concessionárias de saneamento tanto públicas quanto privadas. Além disso, na área acadêmica, é professor auxiliar no Instituto Mauá de Tecnologia (IMT) nas disciplinas de Fenômenos de Transporte e Hidrologia, e ingressou recentemente como professor do Departamento de Engenharia Hidráulica e Ambiental da Escola Politécnica da USP (PHA-USP). Suas áreas de pesquisa estão ligadas aos processos de tratamento (físico-químicos e biológicos) de água e efluentes, aliados também a aspectos hidráulicos.

ORIENTAÇÃO



PROFA. DRA. BRENDA CHAVES COELHO LEITE

Possui Doutorado em Engenharia Mecânica (2003), Mestrado em Arquitetura e Urbanismo (1997) pela Universidade de São Paulo – Brasil, e graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Minas Gerais (1979). Atualmente é Professor Doutor no Departamento de Engenharia de Construção Civil da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de conforto térmico e qualidade do ar em edifícios; Sistemas de HVAC, Tecnologias para distribuição de ar pelo piso, conforto térmico individualizado e painéis radiantes; teto verde; simulação de desempenho energético de edifícios; Dinâmica de Fluidos Computacional (CFD); Sistemas de Automação e controle aplicados à climatização de ambientes. 

PROF. DR. JOSÉ RODOLFO SCARATI MARTINS

Engenheiro Civil, Mestre, Doutor e Livre-Docente em Engenharia pela USP, professor associado do Departamento de Engenharia Hidráulica e Ambiental da Escola Politécnica da USP, onde atua nos cursos de graduação e pós graduação em engenharia civil, engenharia ambiental e arquitetura na FAU USP. Pesquisador nas linhas de Modelagem Hidrodinâmica, Drenagem Urbana e Segurança de Barragens com foco em modelagem tridimensional hidrodinâmica e de qualidade das águas de lagos e reservatórios, gestão sustentável da drenagem urbana, mapeamento de risco de inundações e avaliação de impactos de barragens.

COLABORAÇÃO

Doutora

ENG. MSC. Maria Elisa Leite Costa

Engenheira Civil formada pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL), mestra em Tecnologia Ambiental e Recursos Hídricos pela Universidade de Brasília (UNB). Doutora em Tecnologia Ambiental e Recursos Hídricos pela UNB. Funcionária pública dos Correios atualmente lotada na Agência Nacional de Águas e Saneamento (ANA), atuando na coordenação de drenagem urbana. Especialista em drenagem urbana sustentável, modelagem de sistemas de drenagem e monitoramento de poluição difusa. 

Estagiária

Graduanda em gestão ambiental e bacharel em arq. DANILA DE LIMA RODRIGUES

Arquiteta e Urbanista pela Universidade pela Universidade Paulista (UNIP)  e intercâmbio na Universidad Técnica Federico Santa Maria, no Chile, em Arquitectura, e técnica em paisagismo. Graduanda em Gestão Ambiental na Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo (EACH – USP). Atua principalmente nas áreas de paisagismo, artes e design, e faz parte de um projeto de pesquisa sobre gestão de resíduos sólidos urbanos em conjunto com a comunidade São Remo.

anos anteriores