Site da USP
Programa de Pós-Graduação em Psicologia Universidade de São Paulo Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Facebook

Apresentação

O Programa de Pós-Graduação em Psicologia (PPGP), do Departamento de Psicologia da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, aprovado pelo Conselho de Pós-Graduação da Universidade de São Paulo em fins de 1994, iniciou suas atividades em fevereiro/março de 1995, ministrando os cursos de Mestrado Acadêmico e Doutorado, com recomendação da CAPES em outubro do mesmo ano.

O PPGP tem como objetivo a formação de docentes e de pesquisadores ativos e participantes na construção do conhecimento científico em Psicologia, em estreito vínculo com a realidade social, firmando-se na dinâmica da área como Ciência. Os profissionais envolvidos no PPGP estão cientes de que mudanças ao longo do tempo exigem a construção de novos saberes psicológicos para fundamentar a expansão de suas ações e de sua inserção social. Ao longo desses anos, o Programa tem se auto avaliado e promovido reestruturações, tanto em sua grade curricular quanto nas linhas de pesquisa, reforçando componentes de integração e interdisciplinaridade dos projetos de pesquisa, buscando conferir uma visão mais integrada dos agrupamentos de pesquisadores. Há que se considerar a realidade do atual Departamento de Psicologia da FFCLRP-USP, que possui dois Programas de Pós-Graduação (Psicobiologia e Psicologia), compostos por professores que atuam em diferentes áreas e especialidades. A esses docentes, que compõem o núcleo de sustentação das Linhas de Pesquisa, somam-se docentes de outros centros, como o Departamento de Neurociências e Ciências do Comportamento da FMRP-USP e da EEFERP-USP, dando expressão à tradição de constituir grupos de pesquisa interunidades e interdisciplinares, sobretudo com apoio da CAPES, do CNPq e da FAPESP.

Estabeleceu-se, após vários anos de trabalho e reflexões, que o PPGP articularia cinco linhas de pesquisa, constantemente reformuladas para contemplar a diversidade de perspectivas dos orientadores, tanto em termos de objetos de estudo quanto de abordagens teórico-metodológicas, promovendo maior integração e homogeneidade na formação do programa, de modo a favorecer o entendimento de sua abrangência, diversidade e coerência interna. A partir de 2008, após ampla discussão entre os pares, houve um reordenamento do programa em torno de quatro linhas de pesquisa, cada uma delas composta por um grupo específico de docentes, com reconhecido saber em sua área, e respectivos projetos de pesquisa, aglutinando orientandos de Mestrado e de Doutorado, além dos alunos de graduação com suas atividades de Iniciação Científica. Essa reestruturação favoreceu o intercâmbio e a formação de trabalhos em equipe, essencial para o bom desenvolvimento das habilidades de um pesquisador e docente na área de Psicologia. As referidas linhas de pesquisa ficaram constituídas da seguinte maneira: Linha 1: Subjetivação: Processos Culturais, Linguagem e História; Linha 2:Subjetividade: Família e Educação; Linha 3: Socialização e Desenvolvimento Humano: Vulnerabilidade, Risco e ProteçãoLinha 4Saúde-doença: Prevenção, Promoção, Intervenção e Avaliação.

Nesses 21 anos de existência, ao mesmo tempo em que o PPGP evidencia a consolidação de suas atividades, de seu corpo docente qualificado e da excelência de formação de seus discentes, também é notório seu crescimento substancial tanto no número de docentes credenciados, quanto nas áreas de interesse e pesquisa. Em decorrência disso, em 2010, objetivando promover maior coerência e homogeneidade entre as linhas e os projetos de pesquisa, as disciplinas oferecidas e as necessidades atuais de formação profissional, foi elaborado novo processo de reestruturação do PPGP. Esta proposta foi construída e referendada pelos docentes, e deverá ser implementada após os trâmites administrativos requeridos pela USP. Assim, o nome Programa de Pós-Graduação em Psicologia será mantido, porém passará a ser internamente organizado a partir de duas áreas de concentração. Também foi constituído um Eixo Estruturante de Formação no PPGP com uma disciplina obrigatória, para o Mestrado, intitulada “Metodologias de Pesquisa”, com objetivo de refletir sobre os diversos métodos de pesquisa na Psicologia, fundamentando práticas de pesquisa nas diferentes linhas e projetos que compõem o programa, de modo a atender às necessidades de atualização e promoção do conhecimento científico em Psicologia. Entende-se por eixo estruturante a instrumentação teórico-metodológica para produção do conhecimento relevante na área da Psicologia. As áreas de concentração passaram a ser denominadas como:

ÁREA DE CONCENTRAÇÃO 1: Psicologia em Saúde e Desenvolvimento. A Linha de Pesquisa desta área de concentração será: “Saúde, Desenvolvimento e Trabalho”.

ÁREA DE CONCENTRAÇÃO 2: Psicologia: Processos culturais e Subjetivação. A Linha de Pesquisa norteadora desta área de concentração será: “Processos psicológicos e culturais”.

Nesse processo de reorganização das linhas de pesquisa e do PPG, a estrutura curricular foi detalhada e as disciplinas foram revistas, com atualização do conteúdo programático e bibliografia. Estabeleceu-se como Eixo Temático oferecer aos estudantes conteúdos fundamentais de um corpo de conhecimentos específicos, centrados em um ponto de vista psicológico, mantidas as interfaces com as áreas afins, com a finalidade de discutir os fundamentos teóricos para a interpretação do desenvolvimento humano e os métodos para construção do conhecimento.

Após ampla análise por parte dos docentes integrantes do PPGP, considerou-se que a estrutura curricular deveria otimizar suas possibilidades de estímulo ao conhecimento científico, favorecendo a interação entre alunos de diferentes níveis de formação, ou seja, mestrandos e doutorandos. Desse modo, as disciplinas do PPGP são dirigidas tanto para o Mestrado quanto para o Doutorado, com foco na construção do conhecimento e dos avanços científicos na área da Psicologia. Os mestrandos cumprem 32 créditos em disciplinas curriculares, enquanto os doutorandos devem integralizar 16 créditos. Quando se tratar de Doutorado Direto, o aluno cumprirá 48 créditos em disciplinas. Os alunos e seus respectivos orientadores são responsáveis por elegerem as disciplinas que atendem às suas necessidades específicas de formação, tendo em vista que a origem dos pós-graduandos pode ser bastante diversificada, embora com foco de formação em Psicologia.

Cabe destacar também que os docentes do PPGP receberam das agências de fomento auxílios à pesquisa bastante substanciais da FAPESP, em suas diversas modalidades, além de importantes Auxílios de Pesquisa do CNPq, sem contar as bolsas dos Mestrandos, Doutorandos e de Iniciação Científica. É significativo o número de docentes que têm bolsa de produtividade em pesquisa do CNPq, bem como de projetos de pesquisa financiados com auxílios regulares à pesquisa da FAPESP, editais Universais do CNPq, MEC/CAPES, MCT/CNPq/FINEP e Programa Nacional de Pós-Doutorado (PNPD).

A produção científica dos docentes do PPGP é expressiva quando comparada com a área, de acordo com a avaliação CAPES. Sua produção tem sido veiculada principalmente em periódicos indexados e bem avaliados pelo Qualis Periódicos da CAPES, bem como por livros e capítulos de livros bem qualificados no sistema CAPES. Um dos grandes compromissos públicos do PPGP, vinculados à disseminação sistemática do conhecimento produzido, é a responsabilidade da edição da revista “Paidéia”, que se consolidou, ao longo de sua história de 22 anos, como qualificado veículo nacional de divulgação científica (Qualis A1), constituindo-se em um de nossos pontos de destaque.

A inserção internacional do PPPG é uma de suas prioridades e, nesse sentido, o Programa tem incentivado o intercâmbio e a qualificação científica de seus alunos e docentes, além de receber professores visitantes do Exterior para ministrarem disciplinas, conferências, realizarem reuniões científicas e participarem de bancas examinadoras de Mestrados e Doutorados. Alguns destes pesquisadores estrangeiros também foram credenciados como coorientadores do PPPG, atestando a parceria internacional nos trabalhos desenvolvidos pelos alunos matriculados.

Ao longo de sua história, até 2014, foram admitidos 557 estudantes para o Mestrado e 311 para o Doutorado. Foram atribuídos até 2014, 467 títulos de Mestre e 221 títulos de Doutor. O grande indicador da qualidade do PPGP e de suas ações é, sem dúvida, referente a seus Egressos, totalizando 688 titulações (Mestres e Doutores pelo PPGP) até 2014, boa parte absorvidos em diversas instituições de ensino e pesquisa do país e em órgãos públicos, sobretudo na área da Saúde e da Educação. Dos Doutores titulados até o momento, a maioria está contratada como docente em Universidades públicas e privadas em diversos Estados do Brasil. O PPGP tem sido um importante nucleador de grupos de pesquisa, formando recursos humanos qualificados, docentes e pesquisadores, de abrangência nacional.

Pode-se afirmar que atualmente, o PPGP possui estrutura e dinâmica de funcionamento que reflete a posição consolidada dos pesquisadores e docentes, que gerou as condições para sua implantação. Sua história sempre privilegiou o respeito à diversidade e a intenção de incluir pesquisadores com maturidade para o desenvolvimento dos trabalhos de orientação de pesquisas em nível de pós-graduação, com elevado grau de excelência. Essa opção coloca a todos os que dela compartilham o desafio de produzir e manter coerência e inteligibilidade, em meio à pluralidade de opções metodológicas e temáticas do corpo docente. Tal desafio vem sendo sucessivamente enfrentado pelo corpo docente, o que se percebe nas constantes iniciativas de reestruturação do PPGP, mantendo sintonia com a proposta que deu origem ao programa, mediante a reafirmação dos compromissos científicos e acadêmicos voltados à formação do corpo discente e à produção de conhecimento qualificado em Psicologia.

O PPGP tem como objetivo a formação de docentes e de pesquisadores ativos e participantes na construção do conhecimento científico em Psicologia, em estreito vínculo com a realidade social, firmando-se na dinâmica da área como Ciência.

Os profissionais envolvidos no PPGP estão cientes de que mudanças ao longo do tempo exigem a construção de novos saberes psicológicos para fundamentar a expansão de suas ações e de sua inserção social, com o compromisso de produção de conhecimento qualificado em Psicologia.

ÁREA DE CONCENTRAÇÃO 1: Psicologia em Saúde e Desenvolvimento

Definição: “Esta área de concentração focaliza os processos de saúde e desenvolvimento, em diferentes contextos e etapas do ciclo vital, estudando variáveis biológicas, psicológicas e sociais, por meio de diversas perspectivas teóricas e metodológicas, englobando estratégias de avaliação e intervenções de promoção, prevenção e tratamento psicológico“.

Linha de pesquisa desta área de concentração: Saúde, Desenvolvimento e Trabalho.

Eixo estruturante desta área de concentração: a instrumentação teórico-metodológica para produção do conhecimento relevante em Psicologia em Saúde e Desenvolvimento. Este eixo estruturante estará subdividido em disciplinas básicas e específicas, por sua vez, organizadas em ênfases.

ÁREA DE CONCENTRAÇÃO 2: Psicologia, Processos Culturais e Subjetivação

Definição: “Esta área de concentração focaliza o processo de subjetivação em sua relação com contextos socioculturais diversos, desenvolvendo estudos relacionados a: dinâmica cultural, linguagem, constituição das subjetividades, história da filosofia, história da psicologia e dos saberes psicológicos, práticas sociais das instituições familiares e educacionais. Estes estudos utilizam diferentes perspectivas teóricas e metodológicas no campo das ciências humanas“.

Linha de pesquisa desta área de concentração: Psicologia, processos culturais e subjetivação. Aborda, portanto, os processos psicológicos e culturais.

Eixo estruturante desta área de concentração: o processo de subjetivação em sua relação com contextos socioculturais diversos. Este eixo estruturante estará subdividido em disciplinas básicas e específicas, como realizado para a Área 1 de concentração.

2017 – 2020 = em avaliação

2013 – 2016 = 5

2010 – 2012 = 5

2007 – 2009 = 5

2004 – 2006 = 5

2001 – 2003 = 5

1998 – 2000 = 5

Titular Suplente Mandato Cargo
Tamires Zar 19/03/2019 – 18/03/2020 Representante Discente
Profa. Dra. Ana Paula Soares da Silva Profa. Dra. Valeria Barbieri 01/11/2018 – 31/10/2020 Representante Docente
Profa. Dra. Clarissa Mendonça Corradi Webster Prof. Dr. Manoel Antonio dos Santos 01/11/2018 – 31/10/2020 Representante Docente
Prof. Dr. Reinaldo Furlan Profa. Dra. Carmem Beatriz Neufeld 01/11/2018 – 31/10/2020 Representante Docente
Profa. Dra. Carla Guanaes Lorenzi Profa. Dra. Sylvia Domingos Barrera 01/11/2018– 31/10/2020 Representante Docente
Profa. Dra. Sonia Regina Pasian Profa. Dra. Francirosy Campos Barbora 01/11/2018 – 31/10/2020 Representante Docente

 

Depósito Reunião Horário
20/01/2020 Não há. (Materiais serão aprovados ad referendum) _
17/02/2020 20/02/2020 08h30
16/03/2020 19/03/2020 08h30
20/04/2020 23/04/2020 08h30
18/05/2020 21/05/2020 08h30
15/06/2020 18/06/2020 08h30
20/07/2020 Não há. (Materiais serão aprovados ad referendum) _
17/08/2020 20/08/2020 08h30
14/09/2020 17/09/2020 08h30
19/10/2020 22/10/2020 08h30
16/11/2020 19/11/2020 08h30

ATENÇÃO

– Não serão aceitos depósitos após as datas limites estipuladas referentes a cada reunião.

– As pautas serão encaminhadas à CCP nos dias seguintes dos depósitos.

Acesse o sistema do Cadastro de Egressos clicando aqui.