Site da USP
Programa de Pós-Graduação em Psicologia Universidade de São Paulo Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
FacebookTwitterInstagramYoutube

Apresentação

O Programa de Pós-Graduação em Psicologia (PPGP), do Departamento de Psicologia da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP) da Universidade de São Paulo (USP), foi aprovado pelo Conselho de Pós-Graduação da Universidade de São Paulo em 1994. Suas atividades foram iniciadas em fevereiro de 1995 e ele recebeu a recomendação da CAPES em outubro do mesmo ano. Na primeira avaliação realizada pela CAPES (em 1998), o PPGP obteve nota quatro e, em 2000, obteve nota cinco, que se manteve nas avaliações posteriores.

O PPGP tem como objetivo a formação de docentes e de pesquisadores ativos e participantes na construção do conhecimento científico em Psicologia, em estreito vínculo com a realidade social, firmando-se na dinâmica da área como Ciência.

Os profissionais envolvidos no PPGP estão cientes de que mudanças ao longo do tempo exigem a construção de novos saberes psicológicos para fundamentar a expansão de suas ações e de sua inserção social. Ao longo desses anos, o Programa tem se auto avaliado e promovido reestruturações, tanto em sua grade curricular quanto nas linhas de pesquisa, reforçando componentes de integração e interdisciplinaridade dos projetos de pesquisa.

A maioria dos docentes é do departamento de Psicologia da FFCLRP-USP e, a eles, somam-se docentes de outros centros, como o Departamento de Neurociências e Ciências do Comportamento da FMRP-USP e da EEFERP-USP, dando expressão à tradição de constituir grupos de pesquisa interunidades e interdisciplinares, sobretudo com apoio da CAPES, do CNPq e da FAPESP.

Ao longo de sua existência, o PPGP recebeu contínua e regular demanda de profissionais de diferentes graduações, com predomínio de psicólogos/as. Até 2020, foram titulados 921 mestres e doutores (604 mestrados, 291 doutorados, 26 doutorados diretos).

A Estrutura Curricular do PPGP organiza-se em duas áreas de concentração: ÁREA 1 PSICOLOGIA EM SAÚDE E DESENVOLVIMENTO; ÁREA 2 – PSICOLOGIA, PROCESSOS CULTURAIS E SUBJETIVAÇÃO. Cada Área possui Linha de Pesquisa e Eixo Estruturante que orientam a distribuição das disciplinas em Núcleo Básico e Núcleo Específico. A Estrutura Curricular do PPGP ancora-se numa postura político-pedagógica que busca promover, como parte do processo de ensino-aprendizagem na pós-graduação: a construção responsável da autonomia em pesquisa e docência; o conhecimento científico por meio do incentivo à interação entre alunos/as de diferentes níveis de formação; o protagonismo dos/as discentes na construção de seus percursos formativos.

O PPGP é financiado pela CAPES/PROAP, o que permite desenvolver a diversidade de atividades que compõem a Pós-Graduação, inclusive, a distribuição de bolsas de Demanda Social que apoiam a pesquisa de mestrandos/as e doutorandos/as. O Programa tem também bolsas de Mestrado e Doutorado financiadas pelo CNPq.

Os/as docentes do PPGP recebem das agências de fomento auxílios à pesquisa bastante substanciais da FAPESP, em suas diversas modalidades, além de importantes Auxílios de Pesquisa do CNPq. É significativo o número de docentes que têm bolsa de produtividade em pesquisa do CNPq, bem como de projetos de pesquisa financiados com auxílios regulares à pesquisa da FAPESP, editais Universais do CNPq, MEC/CAPES, MCT/CNPq/FINEP e Programa Nacional de Pós-Doutorado (PNPD).

A produção científica dos docentes do PPGP é expressiva quando comparada com a área, de acordo com a avaliação CAPES. Sua produção tem sido veiculada principalmente em periódicos indexados e bem avaliados pelo Qualis Periódicos da CAPES, bem como por livros e capítulos de livros bem qualificados no sistema CAPES.

Um dos grandes compromissos públicos do PPGP, vinculados à disseminação sistemática do conhecimento produzido, é a responsabilidade da edição da Revista “Paidéia”, que se consolidou, ao longo de sua história de mais de duas décadas, como qualificado veículo nacional de divulgação científica (Qualis A1), constituindo-se em um de nossos pontos de destaque.

A inserção internacional do PPPG é uma de suas prioridades e, nesse sentido, o Programa tem incentivado o intercâmbio e a qualificação científica de seus/suas alunos/as e docentes, além de receber professores visitantes do Exterior para ministrarem disciplinas, conferências, realizarem reuniões científicas e participarem de bancas examinadoras de Mestrados e Doutorados. Alguns destes pesquisadores estrangeiros também são credenciados como coorientadores do PPPG, atestando a parceria internacional nos trabalhos desenvolvidos pelos alunos matriculados.

A cooperação de docentes e seus grupos de pesquisa com diversos segmentos da sociedade se dá também pelo vínculo estabelecido com instituições públicas ou privadas, associações científicas, auxiliando-as em seus projetos de políticas públicas, principalmente nas áreas da Saúde, Educação, Assistência Social e Trabalho, em Ribeirão Preto (SP), região e em âmbito nacional. Assim, as ações de inserção social se desenvolvem em sintonia e de forma orgânica com as atividades dos laboratórios de pesquisa, articuladas ao ensino de graduação e à extensão universitária.

Outro indicador da qualidade do PPGP e de suas ações refere-se a seus Egressos. Do conjunto de profissionais formados pelo PPGP (921), até 2020, 493 (53,5%) foram empregados em Instituições de Ensino Superior, sendo que, desse subtotal, 233 (47,3%) atuavam como docentes ou pesquisadores em Instituições Públicas de Ensino Superior e 260 (52,7%) em Instituições Particulares de Ensino Superior. Outra importante parcela desses egressos (122 profissionais, correspondendo a 13,1% do total de egressos) trabalhava em órgãos públicos, sobretudo em hospitais públicos, prefeituras municipais e Tribunais de Justiça. Os demais com informação sobre a atividade profissional estavam empregados em empresas privadas ou atuavam como autônomos, principalmente em clínicas particulares.

O Programa possui estrutura e dinâmica de funcionamento que refletem a posição consolidada dos pesquisadores e docentes, o que lhe dá segurança para, de forma experiente, lidar com os impactos derivados tanto do cenário ampliado da política de Pós-Graduação no país como de transformações próprias de um programa que existe há mais duas décadas. Sua história sempre privilegiou o respeito à diversidade e a intenção de incluir pesquisadores com maturidade para o desenvolvimento dos trabalhos de orientação de pesquisas no mais alto grau de excelência.

Essa opção coloca a todos/as que dela compartilham o desafio de produzir e manter coerência e inteligibilidade, em meio às diversas opções teóricas, metodológicas e temáticas trabalhadas pelo corpo docente, assim como dos movimentos das políticas de Pós-Graduação no país.

O Programa de Pós-Graduação em Psicologia tem como meta contribuir para a formação qualificada de docentes e pesquisadores reflexivos, ativos e críticos na construção do conhecimento científico em Psicologia, engajados na transformação da realidade social e na melhoria das condições de desenvolvimento e de saúde da população brasileira. Esse horizonte formativo baseia-se no princípio do compromisso do Programa com o cumprimento de sua função social no que se refere à: produção e difusão do conhecimento científico em Psicologia; formação de pesquisadores e docentes capazes de elaborar resposta às necessidades da sociedade contemporânea a partir da Psicologia; aprimoramento da capacidade de investigar e atuar em variados contextos de pesquisa e de aplicação da Psicologia.

A partir desse horizonte formativo e desse princípio, os OBJETIVOS GERAIS do Programa são:

  • Promover a formação em pesquisa e para a docência, solidamente fundamentada nos modos de produção de conhecimento científico em Psicologia.
  • Formar egressos/as qualificados/as para o exercício acadêmico e profissional em nível de excelência, articulado à promoção do desenvolvimento do conhecimento científico e ao acompanhamento do avanço da produção nacional e internacional da área.

Os OBJETIVOS ESPECÍFICOS são:

  • Oferecer estímulos intelectuais e humanos para adequada formação do/a pesquisador/a e do/a professor/a no campo da Psicologia, vinculada às áreas de Saúde, Desenvolvimento, Trabalho e Processos Culturais.
  • Favorecer, com base na diversidade teórico-metodológica e epistemológica, escolhas conscientes para a especialização temática em termos de investigação científica.
  • Fornecer condições pedagógicas para garantir uma formação para a pesquisa e a docência no ensino superior que seja crítico-reflexiva sobre os alcances e os limites da inserção social dessas práticas, tanto em relação ao ciclo de produção de conhecimento como ao impacto ético-político dessa produção na sociedade.
  • Estimular a reflexão teórico-crítica sobre a produção do conhecimento em Psicologia e sua aplicabilidade contextualizada nas diferentes realidades socioculturais do país.

Para o curso de DOUTORADO, acrescentam-se os objetivos específicos:

  • Estimular os/as discentes a desenvolverem conhecimentos e habilidades necessários para se tornarem pesquisadores autônomos, com pleno domínio de uma área temática em Psicologia.
  • Desenvolver habilidades que permitam manejar o conjunto de exigências para a condução de processos de investigação nas suas diferentes etapas, considerando a execução, a captação de recursos para sua viabilização e a publicação como compromisso público.
  • Promover a vivência em experiências que permitam conhecer a complexidade envolvida na formação e orientação de novos pesquisadores e na gestão de grupos de pesquisa.
  • Contribuir com a produção científica comprometida com as necessidades locais e nacionais e, ao mesmo tempo, engajada internacionalmente.

ÁREA DE CONCENTRAÇÃO 1: Psicologia em Saúde e Desenvolvimento

Definição: “Esta área de concentração focaliza os processos de saúde e desenvolvimento, em diferentes contextos e etapas do ciclo vital, estudando variáveis biológicas, psicológicas e sociais, por meio de diversas perspectivas teóricas e metodológicas, englobando estratégias de avaliação e intervenções de promoção, prevenção e tratamento psicológico“.

Linha de pesquisa desta área de concentração: Saúde, Desenvolvimento e Trabalho.

Eixo estruturante desta área de concentração: a instrumentação teórico-metodológica para produção do conhecimento relevante em Psicologia em Saúde e Desenvolvimento. Este eixo estruturante estará subdividido em disciplinas básicas e específicas, por sua vez, organizadas em ênfases.

ÁREA DE CONCENTRAÇÃO 2: Psicologia, Processos Culturais e Subjetivação

Definição: “Esta área de concentração focaliza o processo de subjetivação em sua relação com contextos socioculturais diversos, desenvolvendo estudos relacionados a: dinâmica cultural, linguagem, constituição das subjetividades, história da filosofia, história da psicologia e dos saberes psicológicos, práticas sociais das instituições familiares e educacionais. Estes estudos utilizam diferentes perspectivas teóricas e metodológicas no campo das ciências humanas“.

Linha de pesquisa desta área de concentração: Psicologia, processos culturais e subjetivação. Aborda, portanto, os processos psicológicos e culturais.

Eixo estruturante desta área de concentração: o processo de subjetivação em sua relação com contextos socioculturais diversos. Este eixo estruturante estará subdividido em disciplinas básicas e específicas, como realizado para a Área 1 de concentração.

2017 – 2020 = em avaliação

2013 – 2016 = 5

2010 – 2012 = 5

2007 – 2009 = 5

2004 – 2006 = 5

2001 – 2003 = 5

1998 – 2000 = 5

Titular Suplente Mandato Cargo
Letícia Trombnini Vidotto Camila Martins Lion 20/05/2020 – 19/05/2021 Representante Discente
Profa. Dra. Ana Paula Soares da Silva Profa. Dra. Luciana Carla dos Santos Elias 01/11/2020 – 31/10/2022 Representante Docente
Profa. Dra. Carla Guanaes Lorenzi Profa. Dra. Carmem Beatriz Neufeld 01/11/2020 – 31/10/2022 Representante Docente
Profa. Dra. Clarissa Mendonça Corradi Webster Profa. Dra. Francirosy Campos Barbosa 01/11/2020 – 31/10/2022 Representante Docente
Profa. Dra. Sonia Regina Pasian Profa. Dra. Sylvia Domingos Barrera 01/11/2020 – 31/10/2022 Representante Docente
Profa. Dra. Marina Simões Flório Ferreira Bertagnoli Profa. Dra. Carmen Lúcia Cardoso 01/11/2020 – 31/10/2022 Representante Docente

 

Depósito Reunião Horário
18/01/2021 Não há. (Materiais serão
aprovados ad referendum)
08/02/2021 11/02/2021 08h30
15/03/2021 18/03/2021 08h30
19/04/2021 22/04/2021 08:30
17/05/2021 20/05/2021 08:30
14/06/2021 17/06/2021 08:30
19/07/2021 Não há. (Materiais serão
aprovados ad referendum)
16/08/2021 19/08/2021 08:30
20/09/2021 23/09/2021 08:30
18/10/2021 21/10/2021 08:30
16/11/2021 18/11/2021 08:30
13/12/2021 Não há. (Materiais serão
aprovados ad referendum)

ATENÇÃO

– Não serão aceitos depósitos após as datas limites estipuladas referentes a cada reunião.

– As pautas serão encaminhadas à CCP nos dias seguintes dos depósitos.