Cães podem inferir o estado emocional de uma pessoa

O estudo, publicado na revista “Animal Cognition”, conta com a participação da Dra. Natalia Albuquerque (PSE) e da Profª Briseida Resende (também do PSE). 

Para realizar a pesquisa, os pesquisadores fizeram cachorros observarem duas pessoas desconhecidas interagindo de três maneiras diferentes: positiva, negativa ou neutra. Ou seja, demonstrando reações de felicidade, raiva ou neutralidade. 

Logo em seguida, ofereceram petiscos aos cães, os quais eles poderiam ir buscar com os desconhecidos ou pedir para que os instrutores os levassem até eles. 

Os pesquisadores perceberam que os cachorros preferiram interagir e buscar o petisco das pessoas que haviam demonstrado expressões felizes, e evitaram os que mostraram expressão de raiva. 

Ou seja, inferiram o estado emocional destas pessoas e utilizaram essa informação para tomar decisões. 

Confira o vídeo gravado pela Dra. Natalia, no qual ela ilustra o passo a passo do trabalho. 

Parabéns a todos os envolvidos, especialmente à Dra. Natália e à Profª Briseida, pelo excelente trabalho! 

Leia aqui o artigo completo: https://link.springer.com/article/10.1007/s10071-021-01544-x

VOCÊ PODE GOSTAR ...