Na biblioteca NAI você encontra todas as nossas publicações e também os textos fundamentais que servem de referência para a ação do núcleo desde sua criação.

AROEIRA, Kalline Pereira. Estágio supervisionado e possibilidades para uma formação com vínculos colaborativos
entre a universidade e a escola. PIMENTA, Selma Garrido (org.). Estágios supervisionados na formação docente. São
Paulo: Cortez, 2014. p. 113-151.

BERGER, Guy. A investigação em educação modelos socioepistemológicos e inserção institucional. Educação, Sociedade & Culturas, n. 28, p. 175-192, 2009. Disponível em: https://www.fpce.up.pt/ciie/revistaesc/ESC28/28_arquivo.pdf. Acesso em: 26 jan. 2019.
CASTORIADIS, Cornélius. A instituição imaginária da sociedade. São Paulo: Paz e Terra, 1982.

CORREIA, José Alberto. Educação, Sociedade & Culturas, n. 15, p. 19-43, 2001. Disponível em: https://www.fpce.
up.pt/ciie/revistaesc/ESC15/15-2-correia.pdf. Acesso em: 26 jan.2019.

FREIRE, Paulo. Extensão ou comunicação? Tradução de Rosisca Darcy de Oliveira. 7. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra,
1983. 1. edição 1969.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996.

KRUPPA, Sonia M. P. et al. Autoavaliação como estratégia de resistência à avaliação externa ranqueadora. Educação e Pesquisa, v. 41, n. esp., p. 1283-1298, 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-97022015001001283&lng=pt&nrm=iso. ISSN 1517-9702. http://dx.doi.org/10.1590/S1517-
9702201508144828. Acesso em: 06 ago. 2019.

OLIVEIRA-FORMOSINHO, Júlia (org). A supervisão na formação de professores I: da sala à escola. Porto: Porto
Editora, 2002.

SAUL, A. M. Na contramão da lógica do controle em contextos de avaliação: por uma educação democrática e emancipatória. Educação e Pesquisa, v. 41, n. esp., p. 1299-1311, 2015.

TERRASÊCA, Manuela. Questões aprofundadas de avaliação em educação: relatório da disciplina. Porto: FPCE-UP,
2006. Disponível em: https://repositorio-aberto.up.pt/bitstream/10216/26500/2/44566.pdf. Acesso em: 20 jan. 2019.

VAN ZANTEN, Agnès. A influência das normas de estabelecimento na socialização profissional dos professores: o
caso dos professores dos colégios periféricos franceses. In: TARDIF, Maurice; LESSARD, Claude. Ofício de professor:
história, perspectivas e desafios internacionais. Petrópolis: Vozes, 2008 p. 200-216.